•       Página inicial       Outras Edições
  • Por que a imprensa mente em suas notícias?

    Por Tiago Nascimento (via Notícias pró Brasil)

        Posteriormente em nota, o site da TV Cultura, publicou que o Ministro avisou previamente da imprecisão dessa informação pelo programa. Em sua conta do Twitter Ricardo Salles publicou o link da nota da TV Cultura, escrevendo acima, "A diferença do bom jornalismo da TV Cultura, para o jornaLIXO que certos sites e blogs praticam com sua militância esquerdista disfarçada de FAKE NEWS..." Desta forma, a pergunta que intitulou a matéria da Época é respondida com outra, "por que a imprensa mente em suas notícias?". O que vemos mais uma vez é mais uma sequencia de matérias replicadas por diversos sites com o claro objetivo de desacreditar o governo e a direita.

    (Tweet da Revista Época acusando Ernesto Araújo de falsidade ideológica)

        Segundo a Folha de S.Paulo (25/02/19) "o Ministro confirmou que não estudou em Yale e disse que o equívoco foi cometido por sua assessoria de imprensa".

        A matéria originalmente partiu do site The Intercept através de Leandro Demori (23 de Fev 2019, 14h00), que aproveitou pra atacar a Ministra Damares Alves e a Deputada Federal Joice Hasselmann, afirma não saber quem propagou a informação inicialmente, pois ela não consta na biografia do Ministro publicada pela secretaria de Meio Ambiente em São Paulo, e nem na página do Movimento Endireita Brasil, do qual ele participou.

        Leandro Demori, diz na matéria que sua equipe entrou em contato com a Folha de S.Paulo de onde se inspiraram em uma matéria de 2012, mas não obtiveram resposta.
        Segundo Demori, “a Folha não se manifestou formalmente“. Ainda, segundo ele, “a referência tampouco consta em sua biografia no site da secretaria de Meio Ambiente de São Paulo, preservada pelo Internet Archive, nem no perfil publicado no site de campanha de 2018. Outras instituições com que ele colaborou, como o Movimento Endireita Brasil, também não publicam seu currículo completo“.
    Será que esqueceram de verificar se é Fato ou FAKE?

        A diferença entre publicações sátiras e as chamadas FAKE NEWS veiculadas na mídia tradicional, é que muitas vezes as publicações de perfis sátira são utizadas como FAKE NEWS pela imprensa tradicional com o claro objetivo de descrédito.

        Sábado, o Jornal Nacional, também da rede Globo, divulgou nota falsa atribuída ao chefe do Gabinete de Segurança Institucional da Presidência da República, General Heleno.
        No final do noticiário, William Bonner surgiu constrangido no ar, pedindo desculpas, informando que o telejornal citou um “perfil falso” do Ministro que não possui redes sociais: “Nós dissemos agora há pouco que o Ministro do Gabinete de Segurança Institucional, Augusto Heleno, teria publicado numa rede social que o Brasil pode reagir a agressões à soberania do país. Mas o Ministro esclareceu que a declaração não é de autoria dele e foi publicada num perfil falso. Por esse erro nós pedimos desculpas ao Ministro e a você, telespectador”, afirmou Bonner.

        O perfil "Mija Ninja, Mija" foi um dos primeiros a tweetar o video.

        Na onda do Jornal Nacional, vários sites chamados de imprensa compartilharam quase que instantâneamente a notícia, entre eles os sites "O Antagonista" que só pensa em dinheiro (vai ter banner assim lá no portal Terra) e o "Terra", que só tem banner monetizado no lugar de informação. Segue os prints:

    &

    &

    Os tweets aqui relacionados à TAG #VenezuelaGritaLibertad são a mais pura visão de maldade de aonde o ser humano consegue chegar por causa da ganância. Um povo sofre, um povo clama por ajuda.

    "Daqui em diante nem tudo é realidade"