•       Página inicial       Outras Edições
  • A crise na Venezuela e a omissão de famosos brasileiros

    Por Tiago Nascimento (via Notícias pró Brasil)

        (Foto: Reprodução)

        No período eleitoral muito se viu da classe artística campanhas bem articuladas, que concentravam forças no chamado "#elenão". Daniela Mercury e Caetano Veloso encabeçaram o que diziam ser "Pela Democracia"; não faltaram vídeos de artistas globais, apresentações dedicadas ao chamado "#elenão", numa tentativa desesperada de minar a candidatura do hoje eleito Presidente da República, Jair Bolsonaro. Segundo diziam nas eleições, Jair Bolsonaro implantaria no país uma ditadura, subjugaria as mulheres e mataria homossexuais.
        Hoje vemos crescer a opressão na Venezuela do Regime assassino de Nicolás Maduro, que até mesmo impede que alimentos e remédios, entregues por ajuda humanitária de outros países adentrem ao país. E nesse momento real, não fictício como nas eleições, há uma quebra clara da democracia na Venezuela, porém não se vê, ou se ouve manifestações contrárias à esse atentado aos direitos humanos, que só faz ressaltar a loucura de seus ideais, completamente desconexos com a realidade que vivemos.

        No entanto é necessário ressaltar que existem exceções, os citados acima, Lobão e Roger Rocha. Neste sábado (23), Lobão através de sua conta no Twitter, que possui mais de 631 mil seguidores, realizou uma live, intitulada "Venezuela livre", no vídeo ele conduzia seus seguidores a se posicionarem através das redes sociais, de forma explícita por uma ajuda humanitária aos nossos irmãos venezuelanos, e denunciou também o que chamou de "barbas políticas" dessa ditadura, que foi ao longo dos anos subvencionado pelos governos do PT, e por outros partidos de esquerda do Brasil.
        Ele (Lobão) concluiu o vídeo pedindo mais proximidade, afeto e interação na América Latina, à partir desse drama vivido pela Venezuela. Num universo quase hegemônico de artistas que fingem não notar a enorme crise venezuelana, certamente por tratar-se de um causador que compartilha da mesma ideologia sanguinária que eles defendem (o comunismo), Lobão e Roger Rocha, demonstram coragem ao fugirem da lógica descabida dos artistas brasileiros.

        Shakira e Roger Walters

  •     A cantora colombiana Shakira apareceu em um vídeo no Twitter nesta sexta feira (23) em apoio ao envio de ajuda humanitária para a Venezuela. Na mensagem, a artista diz que “não se pode permitir que interesses de uma elite política sejam privilegiados frente à necessidade das pessoas”. Assista:

  • Os tweets aqui relacionados à TAG #VenezuelaGritaLibertad são a mais pura visão de maldade de aonde o ser humano consegue chegar por causa da ganância. Um povo sofre, um povo clama por ajuda.

    "Daqui em diante nem tudo é realidade"